O peso da baleia na guerra das telecomunicações

A Optus, empresa de telecomunicações australiana, viu-se envolvida, em 2010, numa guerra de preços junto do retalho em que não gostou de se ver envolvida. Decidiu então desenvolver uma acção inovadora e com muito impacto… não tivesse ela envolvido baleias.

O objectivo foi de posicionar-se como uma marca que gere empatia, próxima do consumidor e com forte personalidade, justificando assim um preço mais elevado.

Veja o vídeo:

Optus “Whale Song” from Mark. on Vimeo.

A ideia da Mark – uma agência australiana – foi suportada por um filme publicitário, uma campanha outdoor e uma campanha de banners online que remetia para o site do projecto onde as pessoas podiam interagir com as baleias. A chamada “Whale Song experience” permitia aos visitantes do site criar a sua própria “música para baleias” e interagir com uma baleia virtual. A adesão foi um sucesso e a notoriedade da marca saiu reforçada.

A Optus conseguiu assim manter um preço mais elevado para os seus produtos e serviços do que a concorrência, sem ter de entrar numa guerra de preços que não lhe interessava.

E as baleias agradeceram.


Manuel Caetano, da Hamlet

Manuel Caetano
da Hamlet

Botão_newsletter_2